Zona Morta

|
Caminhando pela estrada, seguindo as faixas que não indicam direção, sem levar a lugar nenhum... No meu caminho não vejo nada, nem ninguém... A escuridão me persegue como a sombra do entardecer... O silencio me acompanha e me acalma, vai retirando os arrepios sombrios que consomem minha alma. Porém, após um tempo vozes em minha mente ecoam... Uma voz feminina, falando em uma língua estranha faz com que eu pare de andar, olhando para o lado vejo uma figura estranha, não via seu rosto, mas percebi que me encarava, tentando não acreditar voltei minha atenção para a estrada...  Antes de dar um passo, senti ela aproximar-se, e sussurrar em meu ouvido... Ela... a voz era dela, falando sua língua, própria e única... Soube apartir daquele momento com quem eu estava e onde me encontrava... Fechei os olhos rezando para que fosse embora... Quando voltei a abri-los surgi aquela mulher coberta com mantos negros, em minha frente, estendendo sua mão como se fizesse um convite... Relutante encostei em sua mão... Um frio intenso se apossou de todo meu corpo, meus olhos deixaram de existir, fazendo com que a escuridão se torna-se inevitável, perdi todas as forças, não precisava mais respirar, não precisava mais andar, nem falar... Não precisava mais nada... Eu tinha o silencio da morte para a minha eterna calma.

5 comentários:

†Janaina† disse...

nossa, que triste heheh Quase tudo rima no final desse texto, que bonitinho.
Ficou bom o texto e legal, bem dark :D

Kallyta Cristina disse...

oi
obrigada por estar me seguindo
fico muito feliz em ter você no meu blog
beijos

Ju Dias disse...

To te seguindo!
Passa no meu blog e me segue tb!!

www.semmodestia.com

curioso.com disse...

To te seguindo, min segue
http://curioso-ricardo.blogspot.com/

ragnell disse...

legal o texto

http://www.papodebuteco.log7.net/

comentando e seguindo

Postar um comentário